Cobertura da Copa – Final

12/07/2010 by

E finalmente, chega ao fim mais uma Copa do Mundo, com a ESPANHA, como campeã! Primeira final, primeiro título! Parabéns FÚRIA! O time que, no papel, era o melhor, confirmou o favoritismo e venceu o mundial merecidamente, com destaque para as atuações do meia Iniesta e do atacante David Villa, que terminou como um dos artilheiros, com 5 gols. Depois falaremos mais sobre a Espanha, os melhores do mundial e tudo o mais. Agora, vamos aos destaques da finalíssima da Copa do Mundo.

HOLANDA 0 X 1 ESPANHA

Figurinha Brilhante / MOTM: ANDRÉS INIESTA, O HEROI DA FÚRIA. Sim, o camisa 6, com gol no final do segundo tempo da prorrogação, se tornou o herói do primeiro título mundial da Espanha. E isso o torna o FODÃO. O que lhe credencia ainda mais a ser o craque da partida é que ele realmente é bom jogador, não um desses inúteis que entram num jogo, não fazem nada e ficam com as glorias. Parabéns Iniesta!

Figurinha Brilhante / Escolha do Ricky: IKER CASILLAS. O goleiro espanhol foi um MONSTRO na decisão, evitou gols incríveis da Holanda, crescendo para cima de Robben & Cia. Ainda foi eleito o bonitão pelas meninas. Mas calma, ele é casado, e muito bem casado com a repórter Sara Carbonero. Prova disso foi o beijo dos dois em plena entrevista pós jogo, ÓUN.

Figurinha Rasgada: Posada da Holanda. Porque? Pela violência. Ridículo. Quase o time todo foi amarelado e o Heitinga ainda foi expulso. Cena que marcou: voadora do De Jong no peito do Xabi Alonso. VOCÊ É DOENTE, MEU FILHO? Poderia ter sido expulso direto, só tomou o amarelo porque o juiz é um CAGALHÃO.

Anúncios

Cobertura da Copa – Disputa do 3º lugar

12/07/2010 by


A disputa do terceiro lugar tem um gosto um tanto amargo, afinal, ambos os times que estão neste jogo foram derrotados nas semifinais. No entanto, o que vimos entre Alemanha e Uruguai foi um bom jogo, que acabou dando a medalha de bronze à Alemanha. O Uruguai, guerreiro, jogou a vida, mas a sorte não estava do lado deles. Parabéns às duas equipes pela excelente Copa do Mundo!

ALEMANHA 3 X 2 URUGUAI


Figurinha Brilhante / MOTM / Escolha do Ricky: Thomas Mueller, também para o pessoal que votou no site da FIFA. Só não havia aparecido como Escolha do Ricky antes porque não tem figurinha, mas resolvemos deixar. O meia, uma das revelações da Alemanha na Copa 2010, jogou muito bem a anotou mais um gol, chegando a cinco e se tornando um dos artilheiros do Mundial. Fez falta na semifinal, apesar de que do jeito que a equipe se portou, a presença dele não faria tanta diferença.

Figurinha Rasgada: Muslera. Infelizmente, o goleiro uruguaio, que fez um bom mundial, foi mal neste jogo, parecia inseguro e falhou nos dois primeiros gols da Alemanha. O Uruguai, mesmo aguerrido, não conseguiu superar tais falhas.

Cobertura da Copa – Semifinais

12/07/2010 by

Seleção das Semis? Espanha. A Fúria, que começou vacilante no torneio, vem em uma crescente e joga cada vez melhor, apesar de às vezes enfeitar demais e demorar muito para chutar a gol. O duelo final entre Holanda e Espanha promete!

Uruguai 2 x 3 Holanda

Figurinha Brilhante: Posada da Holanda. Apesar da tristeza em ver a seleção do Uruguai ser vencida pelo futebol pragmático da Holanda, foi notável a superioridade da equipe de Sneijder durante a partida. Posse de bola, precisão nos passes e paciência para se lançar ao ataque são as estratégias da versão 2010 da Laranja Mecânica, que vence, mas não brilha tanto.

MOTM: Wesley Sneijder, de novo. Ele é bom jogador, mas já querem pintá-lo como um gênio da bola, e com isso não concordamos. As grandes chances de ele ser considerado o craque da Copa preocupam.

Figurinha Rasgada: Cáceres fica como o bode expiatório de uma defesa que, sem Lugano, deixou a desejar. Mas é só para constar. Crucificar alguém nesse time do Uruguai é um crime, não por serem cracaços de bola, mas por estarem mostrando a ALMA que todos devem ter em uma Copa do Mundo.

Escolha do Ricky: Ah, já que o Fórlan já foi eleito em outras partidas, vamos colocá-lo aqui novamente, não por sua beleza, mas pela beleza de seu golaço neste jogo.

Alemanha 0 x 1 Espanha

Figurinha Brilhante: Carles Puyol. A Espanha como um todo jogou bem. Mas Puyol, que não é craque, mas dá segurança à zaga da Fúria, decidiu a partida com um belo gol de cabeça. Virou herói e apareceu peladão no vestiário para a rainha da Espanha.

MOTM: Xavi. Jogou bem e tudo mais, mas a Espanha teve jogadores que se destacaram mais na partida. O companheiro de meio-campo Iniesta é um exemplo.

Figurinha Rasgada: Posada da Alemanha. O time todo esteve irreconhecível na partida… Deu a entender que quando enfrenta equipes que se recompõem bem na defesa e não dão chance para o contra-ataque não consegue ser eficiente. Mas não dá para julgar por apenas um jogo. No resto da Copa, a Alemanha apresentou o melhor futebol da competição e ainda nos trouxe ótimas surpresas como Mesut Özil e Thomas Mueller.

Escolha do Ricky: Piqué, o Henri Castelli cover, segundo algumas pessoas. Até que é parecido mesmo, hein.

Uruguai 1 (4) x (2) 1 Gana – Épico

06/07/2010 by

O comum aqui é falar de álbum de figurinhas, e durante a Copa criamos nossa cobertura diferente. Se é boa ou não, vocês julgam. Esperamos que gostem, claro. Mas, agora, quero escrever sobre algo diferente. E como, com todo respeito, o blog é meu, vou escrever. Se o Danilo não gostar, ele reclama comigo depois.

Dizem que o futebol é inútil. Eu mesmo não vejo muita utilidade. E mesmo assim sou doente mental por ele. Gasto dinheiro que não tenho, assumo, para acompanhar meu time. É um erro. Mas tenho 20 anos, moro fora de casa e, mesmo dependendo em várias coisas ainda de meus pais, já tenho certa independência, por sorte. Então gasto com o que gosto. E amo meu time. Amo futebol.

Só um time me havia feito chorar por futebol até o dia 2 de junho de 2010. Lógico, o Santos. Aqui, evitamos citar o time que torcemos, não é algo, digamos, muito jornalístico. Mas nesse texto não vejo problema. Porque, agora, Uruguai e Gana mudaram isso. Ao fim do jogo, após a comemoração dos celestes, senti lágrimas em meus olhos. Porque quem ama futebol se emocionou com a peleja, já histórica.

Antes daquela quarta de final, no mesmo dia, o Brasil havia sido eliminado pela Holanda. Eu não torço para o Brasil, como já falei outras vezes por aqui. Futebolpara mim é torcer para meu time e, entre seleções, torcer para a história. Então, quando a Nova Zelândia sai eliminada invicta de uma Copa, é muito mais legal do que o Brasil com esse time ridículo indo longe.

Uruguai e Gana é um jogo no qual não tem como torcer para uma ou outra. Gana poderia ser a primeira africana em uma semifinal. Isso é motivo para torcer para eles, sim, mas isso faria com que Senegal, para quem tanto torci em 2002 e sei a escalação de cabeça até hoje, não fosse mais a dona da melhor campanha do continente – junto com Camarões-90. Uruguai, pelo motivo da história. Bi-mundial, depois se apequenando, e do nada 23 caras fazendo um país menor que a capital do meu Estado enlouquecer de alegria. Mas eles já foram campeões, é sempre mais legal um inédito. Decidi não torcer. Apenas vibrar e assistir a história sendo feita.

Hino já é algo que me faz ficar emocionado. O uruguaio é espetacular, gosto muito. Já me faz entrar ligado no jogo. Mas o mesmo começou morno, sem grandes emoções. Foi crescendo com o passar dos minutos. Quando Lugano se machucou, muitos enxergaram o desastre celeste. Eu enxerguei a possibilidade da história começar a ser feita. O capitão sair cedo assim? Algo devia acontecer. Forlán pegou a faixa. Líder. Craque do time. Mas Muntari abriu o placar graças às curvas da Jabulani.

Aí Forlán foi lá e deu um chute tão venenoso que Kingson ainda não sabe por onde passou. E, a partir daí, virou um ataque para lá ataque para lá maluco que já transformava o jogo em Top 3 do Mundial.

Foi quando aconteceu o momento que fez Uruguai e Gana ser o Top 1 do Mundial. Talvez, dos mundiais desde 1990, 94, sabe-se lá. Suárez, um ótimo atacante que estava meio sumido, se tornou o maior goleiro da Copa. Me desculpem Enyeama e Benaglio, mas vocês, agora, são banco da seleção da Copa que faremos aqui ao fim do dia 11 de julho. Porque Suárez usou a mão por mais de 3 milhões de  pessoas que, de boca aberta e choro livre, assistiam àquele lance em Montevidéu, Canelones, Rivera e todas as outras pequenas cidades uruguaias. Incrédulo, chorando que nem criança, virou vilão. Mas foi o gesto mais honesto da Copa. Porque deu vida à um país inteiro. No mesmo momento, eu pensei que ele poderia ter feito história se Gyan perdesse o pênalti. Mas Gyan não faria isso.

Fez. E Suárez se tornou herói. Seu choro se tornou sorriso o mais rápido que já presenciei. A cena dele indo para o vestiário, parando para ver o pênalti e voltando para comemorar é a cena da Copa mesmo que na final alguém faça quinze gols de bicicleta e o jogo seja 15 x 14. Um país o amava a partir dali eternamente. E isso é o futebol. Berrei feito idiota na janela de minha casa. Meus vizinhos não devem ter entendido. “QUEM NÃO AMA FUTEBOL TEM QUE SE FODER”, como algum retardado grita isso numa tarde/noite de sexta? Nem eu sei, mas saiu da minha boca repentinamente. Eu amo futebol, e ali, mais uma vez, estava provado o porquê.

O Uruguai, ali, já era campeão. Obdulio Varela, Ghiggia e todos os heróis uruguaios de 30 e 50 já se davam por satisfeitos. Mas eles podiam mais. E foram para os pênaltis. E lá, antes de tudo, Gyan provou que é MACHO. Bater aquele pênalti é algo que não vejo outro jogador fazendo. E colocar no ângulo ainda? Nem Messi. Mas, para a tristeza de toda uma África, Mensah e Adiyiah também bateriam. Principalmente Mensah, que, quando vi que havia dado MEIO PASSO para trás da bola, sabia que ia perder. E eles enterraram o sonho africano. No meio dos pênaltis, um câmera focalizou uma torcedora de Gana chorando, com os olhos totalmente vermelhos. Quem viu, quase chorou junto, de tão forte e bela que é a cena.

Muslera virava herói. Rodolfo Rodríguez e Mazurkievicz se orgulharam. Mas faltava uma cobrança. Forlán, Maxi Pereira e outros conversaram abraçados que Abreu não seria maluco de bater um pênalti, o pênalti mais importante da história da celeste, de seu jeito característico.

Mas louco ele é. E bateu. E um país explodiu em felicidade.

Aposto que o Uruguai explodiu tanto como em 15 de dezembro de 2002, quando Elano empatou a final do campeonato brasileiro para o Santos. Naquele dia, quem estava em Santos pensou que o mundo tinha acabado, tamanho foi o barulho.

Montevidéu devia estar igual. E, se naquele dia eu chorei, era meio óbvio que choraria nesta sexta passada também.

Até o final da Copa, e este final pode ser hoje, sou Uruguai. Porque torço por histórias. E essa é, inegavelmente, a mais bela da Copa de 2010.

Cobertura da Copa – Quartas de final

05/07/2010 by

A Copa do Mundo ainda não acabou, mas temos quase certeza de que o melhor jogo do torneio será Uruguai x Gana. Emoções à flor da pele, jogo bom para as duas equipes, ato heróico no último minuto, pênalti perdido, prorrogação tensa e, para fechar com chave de ouro, pênalti com cavadinha de “El Loco” Abreu. E a seleção das quartas, pela vitória neste jogo espetacular, é o Uruguai!

Aviso: Devido à falta de opções selecionáveis, decidimos deixar o Escolha do Ricky livre para repetições. Sem tortura para as meninas.

Brasil 1 x 2 Holanda

Figurinha Brilhante: Posada Holanda. Porque deu uma aula de… Pera, não deu aula nenhuma. Mas acertou em uma coisa fundamental: em nenhum momento do jogo se desesperou ou saiu de seu padrão de movimentação, tanto de jogadores como da bola. Tomou um gol e não jogava nada? Quem liga? Continuaram a tocar a bola e, com calma, achar os gols. Acharam. Eliminaram o Brasil.

MOTM: Sneijder. Fez 2 gols e eliminou o Brasil da Copa. Mas nem o eleitor mais doente mental no site da FIFA pode ter votado em outro.

Figurinha Rasgada: Felipe Melo. A convocação desse cara foi a maior tragédia anunciada da Copa. Ele é ruim com a bola, ruim sem a bola, além de precisar de doses cavalares de calmantes antes de entrar em campo. É o tipo da coisa que todo mundo fala: “Bem que eu avisei”. E não deu outra. Números das quartas-de-final: um gol contra (Ê, FIFA, tudo bem que o Sneijder merece, mas não precisava tirar o gol do MELO) e um pisão MEDONHO e COVARDE em um adversário caído no chão (que segundo MELO, se chama RUBÊN. É só assistir a entrevista pós jogo). Adeus, Felipe Melo, seleção nunca mais!

Escolha do Ricky: Júlio César. Ficou destruído depois do jogo, lamentando sem parar a saída errada que culminou no primeiro gol da Holanda. Ombro feminino para ele chorar, não vai faltar!

Uruguai 1 (4) x (2) 1 Gana

Figurinha Brilhante: Suarez. Último lance do jogo, a bola entraria no gol uruguaio e daria a vaga às semifinais para Gana. Foi quando, em dos atos mais corajosos e marcantes deste mundial, Suarez, embaixo da trave, meteu a mão na bola, cometendo pênalti e dando uma última chance ao Uruguai. O atacante foi expulso e começou a chorar muito. Mas o choro virou sorriso quando Gyan errou a penalidade. No fim, a vaga ficou com o Uruguai, e Suarez virou herói.

MOTM: Forlán. Nesse caso, fica difícil eleger um melhor do jogo. O melhor desse jogo foi… O PRÓPRIO JOGO. O melhor da Copa de 2010. O melhor em Copas desde… Desde… Sério, não sabemos dizer. Em termos de emoção, top 5 da história, fácil. Mas alguém deveria ser votado, e Forlán, por ter acertado uma falta magistral, por ser o líder de uma equipe, por herdar a faixa de capitão de Lugano após a contusão, mereceu ser lembrado.

Figurinha Rasgada: Olha, não há. Sinceramente, quem ali jogou mal? Gyan, por ter perdido o pênalti dos sonhos de um continente? Não. Addiah ou Mensah, por terem batido de forma ridícula os seus – principalmente Mensah (distância de um passo para a bola? Você é retardado?)? Também não. Quem protagoniza um jogo desses não pode ter sua figurinha rasgada.

Escolha do Ricky: “Ai, ai, ai, Dieguito” – Fã alucinada de Lugano, sobre Lugano (ao melhor estilo Desciclopédia).

Alemanha 4 x 0 Argentina

Figurinha Brilhante / MOTM: Schweinsteiger. Atuação BRILHANTE. Uma das melhores atuações individuais de um jogador nesta Copa do Mundo. E os eleitores do site da FIFA souberam reconhecer isso também. Um milagre, afinal nem gol ele fez. Entre as várias boas jogadas do alemão, destaque para a do terceiro gol: penetrou na área pelo lado esquerdo, cortando os zagueiros e deixando Friedrich na cara do gol. Sensacional!

Figurinha Rasgada: Maradona viu que Gutierrez era horrível e resolveu trocar. Colocou o Otamendi, que foi igualmente horrível. Quem mandou não levar o Zanetti? Opinião do Danilo.  O Noronha prefere eleger Heinze, pois tem certeza que ele e Doni tem o mesmo empresário. E pede o telefone, porque quer ver se arranja vaga em algum time, mesmo que seja no Jabaquara.

Escolha do Ricky: Podolski. Tem jogado bem o garoto, apesar de não ser o principal destaque da equipe. Isso na nossa mera opinião masculina. Para as mulheres, além de tudo BATE UM BOLÃO no quesito beleza. Obs: Todos os eleitos da Alemanha estiveram aqui porque Ballack não está jogando. É bom destacar, porque TODAS perguntam: “pode por o Ballack?

Paraguai 0 x 1 Espanha

Figurinha Brilhante: O Paraguai inteiro, para o Noronha. Gerardo Martino, o técnico, mudou 6 peças do jogo contra o Japão para esse e deu um nó tático na melhor acepção do termo. O Paraguai jogou a vida nessa partida, se matou de correr, se matou de tentar e anulou a Espanha enquanto pôde. Atuação magnânima mas, infelizmente,m faltou um detalhe pequeno né, um tal de gol. Para o Danilo,Villa. Gol da Espanha? Bota mais um na conta dele. A briga pela artilharia está esquentando, e, até o final, promete! Danilo fica imaginando o que se passa pela cabeça do Torres, vendo o companheiro de ataque marcar tantos gols, enquanto ele próprio, que é a referência na área, fica chupando o dedo.

MOTM: Iniesta. Maestro. De novo, assim como no jogo da Alemanha, souberam indicar para MOTM não aquele que fez gol, mas sim o cara que controla o jogo com passes precisos. E olha que o Iniesta nem foi tão bem dessa vez.

Figurinha Rasgada: Colocaremos o Cardozo aqui não pelo pênalti, muito menos por ter jogado mal. Aliás, mal ele não jogou. Colocaremos ele aqui pelo simbolismo de um pênalti perdido. Quase igual ao Gyan no jogo de Gana. A pressão em um jogador que bate o pênalti mais importante da história de um país é imensa. Sua cara antes de correr para a batida era de MEDO. Medo puro. Mas ele não poderia pedir para outro bater. Um país inteiro cairia sobre seus ombros. Ele foi macho, bateu. Perdeu. Deveriam ter mandado voltar, houve invasão. Não mandaram. Cardozo chorou. Viu Villar defender logo após. Sorriu. Agradeceu. Mas não foi o suficiente. Cardozo não é o culpado. Mas está aqui só para podermos falar um pouco dele.

Escolha do Ricky: Torres. Se os gols em campo não estão saindo, a cara de juvenil tem agradado às mulheres.

Categoria Surpresa – Escolha do Copa em 3×4: A MUSA DA COPA, Larissa Riquelme. Já que todo mundo está falando dela, ela precisa aparecer por aqui. Além de LINDA, ela é generosa: vai posar nua só porque os jogadores do Paraguai se esforçaram, olha só que beleza. Outra prova de sua generosidade é ter deixado escapar umas de suas BIQUETAS na foto abaixo. MARAVILHA!